Como ganhar dinheiro e calcular as Anuidades?

Quem tem cartão de crédito, sabe muito bem o que é uma “anuidade”.

É um custo que pesa no bolso todos os anos. Existem cartões, inclusive, que por terem codinomes de excelência (como gold, premium, máster, ultra) acabam gerando um gasto de mais de 1 mil reais anuais.

Muitas vezes, parece compensar, afinal, com ele o usuário pode ganhar milhagens turbinadas, acessos à salas VIPs em aeroportos, seguros, entre outros. Mas, no fim, acaba sempre sendo um gasto.

É exatamente sobre isso que pensamos quando falamos em anuidade, no entanto, o que pouca gente nota é que ela também pode ser uma forma de seguro ou investimento, que pode fornecer uma fonte de renda extra com pagamentos períodos anuais.

Em muitos casos são consideradas como aposentadoria, inclusive.

Aí, compreender sobre como ela funciona e saber com qual capital é possível contar é um grande trabalho, mas pode valer a pena já que tornará possível planejar o seu futuro, conforme os objetivos financeiros e outros investimentos.

Entenda um pouco mais sobre a anuidade vista por esse outro lado e tenha uma prévia dos seus rendimentos futuros.

Como determinar o tipo de anuidade

Uma anuidade pode ser de renda fixa, assim como pode ser de renda variável. A fixa terá o pagamento garantido todos os anos, já a variável vai depender intrinsecamente do desempenho do seu investimento.

Além disso, a anuidade pode ser adiada, ou seja, você pode adiar seus pagamentos até determinado período, considerando ainda que esses pagamentos começam a partir da sua primeira contribuição financeira.

Como fazer o pagamento das anuidades

Existe uma forma de fazer um pagamento mais popular, que paga o valor total durante um período específico e assegura que qualquer saldo pode ser pago a um beneficiário, em caso de morte do titular.

Mas também tem as opções de pagamento, que beneficiam o titular ou o cônjuge, em caso de morte, por exemplo. E, ainda tem outras, que combinam duas ou mais opções.

Como calcular o montante dos pagamentos

Não é tão difícil assim. Imagine que você tenha uma anuidade de 500 mil reais a uma taxa de juros 4% que vai pagar uma quantia fixa anual nos próximos 25 anos.

A fórmula ficaria a seguinte… O valor da anuidade = quantidade paga x o valor presente de um fator anuidade.

Nesse caso, o fator anuidade é de 15.62208.500 mil = pagamentos x 15.62208.

Convertendo a fórmula e isolando a variável, temos que o pagamento é 32.005,98 reais.

Como ajustar o cálculo

Basta encontrar o valor futuro do seu saldo inicial e, para tanto, será necessário usar, no mínimo, uma tabela de valores futuros e a taxa de juros para que a anuidade acumule até que você comece a receber os pagamentos.

Supondo que seus 500 mil reais renderão 2% de juros ao ano por 20 anos, então, multiplique os 500 mil por 1.48595, valor presente na tabela de valores futuros para encontrar a soma de 742.975.

No Excel, a fórmula pode ser feita usando a função VF. Onde a VF vai valer a taxas, números de períodos, pagamentos adicionais, valores presentes.

A melhor dica sobre anuidades

Você também pode ajustar os seus pagamentos para gerarem um rendimento mais frequente. Assim, para pagamentos mensais, em vez de anuais, basta dividir a taxa de juros e cada um dos períodos por 12, antes de adicionar estes dados à fórmula.

O recomendável, conforme os profissionais da área de finanças, é não contar apenas com uma fonte de renda. A diversificação é um dos aspectos mais importantes em matéria de investimentos.

Com informações do infomoney e wikihow