3 Motivos Reais para Investir nos Hedge Funds  

Fundos de Cobertura ou Hedge Funds são termos muito falados no mundo dos investidores profissionais e nada mais são do que um tipo de fundo de investimento privado acessível à um número limitado de pessoas.

Isso acontece porque o montante ou capital mínimo para investir é muito elevado.

Para investir em Hedge Funds, o investidor tem que cumprir um dos seguintes requisitos: ser um investidor acreditado ou cliente qualificado.

No entanto, muitas vezes, os fundos hedges não necessitam de estar registrados na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), já que são considerados fundos secretos ou não regulados.

Apesar de ser traduzido como cobertura, investir em hedge não significa que a técnica sempre será deste tipo porque elas podem empregar uma grande variedade de estratégias, sendo que algumas delas podem nem estar “cobertos” contra o mercado.

Todos os fundos hedges são estruturados em forma de associações, sendo que o sócio administrador da carteira fica encarregado de tomar as decisões e os outros investidores exercem o trabalho como sócio limitado.

O objetivo principal desse investimento é ter mais benefícios do que os fundos de investimentos tradicionais, portanto, em boa parte das vezes, os mercados financeiros mais voláteis (como a bolsa de valores) são os escolhidos.

Mas, a maior vantagem é que os Hedge Funds tem a possibilidade de aplicar em uma grande variedade de estratégias podendo aplicar, por exemplo, em bens imóveis, arte, produtos agrícolas e até mesmo domínios da web.

Reprodução: Google

As 4 principais características dos Hedge Funds

1 – É para investidores qualificados: já que, normalmente, precisam ter patrimônio líquido superior à 1 milhão de dólares sem levar em conta a residência principal,

2 – Maio Latitude de Investimento: podem investir em qualquer coisa, como em terras, imóveis, ações, derivados e outros.

3 – Empregam Alavancagem: como na crise de 2008. Assim, os fundos de cobertura recorrem aos fundos emprestados para amplificar os seus retornos.

4 – Estrutura de Comissões: além das taxas de despesas, há a comissão de desempenho, que é conhecida como Dois e Vinte, sendo uma taxa de gestão de ativos de 2% e 20% de quaisquer ganhos gerados.

Como funcionam os Fundos de Cobertura

Há várias formas de combinar as estruturas de um fundo de cobertura e as empresas e os investidores a que eles estão associados. Mas, no geral, as estruturas deles são parecidas com as dos fundos de investimentos convencionais, que é um instrumento coletivo de captação de recursos.

A Estrutura Organizacional é divida em dois níveis:

  1. Comandita: é a mais comum e o comanditado assume a responsabilidade pelas operações do fundo, enquanto o comanditário pode investir na sociedade e só está legalmente obrigado ao pagamento do montante.
  2. Responsabilidade Limitada: que é semelhante à uma sociedade de imposto optativo, já que está sujeita ao regime de transparência fiscal e os investidores precisam limitar a relação ao montante de investimentos.

Já a Estrutura de Comissões, se divide em:

  1. Comissão de Gestão: que destina ao mesmo serviço pago pela comissão da gestão de um fundo de investimento, que normalmente é de 2% sobre os ativos geridos.
  2. Comissão de Incentivo: que é de 20% sobre os lucros e tem a intenção de recompensar o gerente dos fundos pelo bom desempenho.

Também há a Estrutura Temporal:

  1. Subscrições e Reembolsos: como não tem liquidez diária, eles têm subscrições e reembolsos mensais com prazos que devem coincidir com cada estratégia usada pelo gerente.
  2. Períodos de Impedimento de Venda: que pode ser de 2 anos e a ideia é impedir que o investidor levante fundos durante todo esse tempo.

Por que investir nos Hedge Funds?

São vários os motivos, mas o principal deles é que o investidor pode diversificar os investimentos e reduzir os riscos. Além disso, muitos fundos têm retornos absolutos e estão relacionados ao mercado de ações.

Fizemos a lista dos 3 principais motivos para investir em hedge funds.

1 – Redução de Riscos: os hedge funds tem a flexibilidade e a criatividade para gerar rendimentos a partir de títulos que ultrapassem a inflação.

2 – Aumento de Rendimentos: isso pode ser comprovado por dois fatos. O primeiro deles é que mantem a carteira de baixo risco, conseguindo obter rendimentos extras. O outro é ter uma estratégia de alto retorno.

3 – Afetação e Observações: basta analisar o risco líquido e bruto de toda carteira, com investimentos tradicionais.

Logo, dá para notar que os fundos de cobertura têm papel decisivo na carteira, tanto para a diversificação como para o aumento de rendimentos.

Com informações do forexpro, insider